Pessoas com doença celíaca têm predisposição genética, diz médica

Para aprofundar os temas glúten e doença celíaca, a gastroenterologista pediátrica Vera Lúcia Sdepanian, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), conversou com o G1 na sequência do Bem Estar desta quinta-feira (2).

Segundo a médica, a pessoa nasce com predisposição genética para ter o problema e, depois de meses ou anos de consumo de glúten, pode desenvolvê-lo. Em geral, o distúrbio aparece entre o primeiro e o terceiro ano, mas pode ocorrer também em adolescentes, adultos e idosos. Ainda não se sabe por que a doença se desenvolve em momentos diferentes da vida. Ler matéria completa