Gastrenterite rotaviral, gripe e hepatites

Gastrenterite rotaviral: causada pelo rotavirus, apresenta como sintomas diarreia, febre e vômitos, sendo a causa mais frequente de diarreia severa em crianças. O contágio se dá, principalmente, pela ingestão de água ou alimentos contaminados com fezes contendo o vírus. Não existem vacinas nem tratamento específico para eliminação do patógeno. Considerando estes aspectos, e a grande taxa de óbitos que esta doença provoca, é indicada a reidratação oral do paciente, ou intravenosa, em casos de maior gravidade.

: causada pelo vírus Influenza, a transmissão se dá pelo contato com gotículas de saliva, secreções nasais ou superfícies contaminadas por este micro-organismo. A gripe tem como sintomas: febre, obstrução nasal, coriza, dor de cabeça e muscular, tosse, espirros e, em casos mais raros, comprometimento dos pulmões. Pode ser fatal em idosos, crianças e imunocomprometidos, existindo vacina direcionada aos chamados grupos de risco. Esta, apesar de prevenir apenas contra algumas cepas, apresenta bons resultados.

Hepatites: afetando o fígado, os vírus da hepatite podem ser transmitidos pelo contato com sangue (), sêmen e fluidos vaginais de indivíduos infectados ( e D); ou ingestão de água ou alimentos contaminados pelas fezes destes (hepatite A e E). Os pacientes apresentam icterícia, febre, dor de cabeça, náuseas, vômito e perda de apetite. Existe vacina para a hepatite B, cujo vírus pode provocar um quadro crônico e até mesmo câncer de fígado.

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:
A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.

Ler matéria completa