‘Sinto-me constrangida’, diz menina agredida por 5 na porta de escola

Ela disse ainda que, uma semana antes da agressão coletiva, brigou com uma colega por causa do namorado. "Eu bati nela e ela bateu em mim", lembrou. A segunda agressão, que aconteceu na terça-feira (21), foi registrada em vídeo por outros alunos e circulou pelo WhatsApp até chegar à mãe da vítima, que foi à Delegacia de Defesa da Mulher nesta sexta-feira (24) para registrar queixa. As imagens mostram que outros estudantes tentam tirar a adolescente do meio da briga, mas são impedidos pelas agressoras.

Maiores Segundo Luciana Cristina da Silva Favorin, de 37 anos, mãe da vítima, as suspeitas são maiores de idade e bateram na menina a mando da mãe de uma colega de sala da garota. A Secretaria de Educação do Estado disse em nota que repudia o ato de violência. Ler matéria completa