Para ‘respeitar alunos sensíveis’, escola australiana proíbe crianças de baterem palmas

O colégio diz que a regra foi adotada para respeitar alunos que são "sensíveis ao barulho", mas afirma que a prática também serve para "reduzir a inquietação".

Essa medida é a mais recente de uma série de ações implementadas por escolas que vêm sendo criticadas no país. Ler matéria completa