Mulheres que tiraram apêndice ou amídalas são mais férteis, indica pesquisa

Os pesquisadores da Universidade de Dundee e do University College de Londres analisaram registros médicos de centenas de milhares de mulheres britânicas em um estudo que durou 15 anos.

As taxas de gravidez foram significantemente mais altas entre aquelas que retiraram o apêndice (54,4%), as amígalas (53,4%) ou as que fizeram os dois procedimentos (59,7%) do que no resto da população (43,7%). Ler matéria completa