UFS garante que ensino do conteúdo não será prejudicado pela greve

Os professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) decidiram manter o movimento grevista que completa três meses nesta sexta-feira (17). Os servidores administrativos da instituição de ensino continuam com as atividades paralisadas, a categoria começou a greve em 11 de junho deste ano.

Por conta disso, o período letivo foi prejudicado e os alunos já não sabem quando poderão comemorar a formatura. Alguns professores deram aulas nesse período, mas nenhuma nota foi lançada no sistema. Durante a greve, as aulas de pós-graduação e pesquisas foram mantidas. Ler matéria completa