Professores e funcionários da educação protestam no Paraná

As aulas na rede estadual de ensino do Paraná foram mais curtas nesta quinta-feira (22). Professores participaram da mobilização nacional do funcionalismo público contra as reformas que atingem direitos do trabalhador, e por isso, as aulas tiveram 30 minutos, ao invés de 45 minutos.

No Instituto Federal de Eduação do Paraná, Universidade Latino-Americana (Unila), Universidade do Oeste do Paraná (Unioste, Universidade Estadual de Maringá (UEM) e na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) as aulas foram suspensas. Ler matéria completa