‘Nosso medo é sair e ele voltar atrás’, diz aluna após suspensão de Alckmin

Estudantes que ocupam escolas estaduais da região de Ribeirão Preto (SP), em protesto à reorganização escolar, mantêm o movimento nas unidades de ensino nesta sexta-feira (4), mesmo após o governador Geraldo Alckmin anunciar o adiamento da reestruturação.

"Nosso medo é sair e que ele volte atrás", afirmou a aluna Jucélia Lorena Mascarenhas, da escola Professor Bruno Pieroni, em Sertãozinho (SP). A escola seria uma das unidades fechadas, de acordo com a reorganização anunciada pelo governo, suspensa nesta sexta.  Ler matéria completa