Entre as 20 piores do país no Enem, escola sofre com falta de professores

Às 20h de uma terça-feira o sinal já havia tocado para a segunda aula na Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, em Vila Flor, a 90 quilômetros de Natal. Alguns alunos se concentram na frente da escola porque a professora de filosofia faltou e não haverá aula. A ausência de professores é apenas um dos problemas da escola que teve a média mais baixa em redação entre as instituições potiguares avaliadas no Enem 2014. Dos 1000 pontos possíveis, os alunos tiraram 237,65.

Pelo critério da redação, das 15.640 escolas do país avaliadas pelo MEC, entre públicas e particulares, a de Vila Flor ficaria na posição 15.623, a 19ª pior do país. Pelo critério das quatro provas objetivas — que englobam linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza — a Tancredo Neves ficaria na posição 15.549, a quinta pior entre as instituições do Rio Grande do Norte. Ler matéria completa