Sites e aplicativos de celular ajudam a monitorar doenças pelo mundo

A tecnologia de sites, redes sociais e aplicativos móveis pode ser usada para reunir dados sobre doenças infecciosas e monitorá-las ao redor do mundo, explicou a bióloga computacional Elaine Nsoesie, da Universidade Harvard, nos EUA, durante a 2ª Conferência Internacional em Epidemiologia, realizada entre esta segunda (12) e quarta-feira (14) no Expo Center Norte, em São Paulo.

Esses sistemas de biovigilância conseguem recolher, organizar e analisar informações de saúde pública e podem ser acessados tanto por profissionais da área quanto pelo público em geral. Ler matéria completa