Hipertensão pode não dar sintomas e aumenta risco de infarto e derrame

A hipertensão é um dos principais problemas de saúde pública no Brasil – a doença atinge um a cada três adultos e, em média, três a cada quatro brasileiros com mais de 70 anos. No mundo, 7 milhões morrem por ano pelo problema, o que significa que a cada 5 segundos, uma pessoa morre vítima da doença.

O perigo é que, na maioria das vezes, ela não dá sintomas e aumenta o risco de infarto e derrame cerebral, como explicou o cardiologista Roberto Kalil no Bem Estar desta terça-feira (10). Ler matéria completa