EUA dão passo rumo à liberação da venda de salmão transgênico

A criação de um tipo de salmão transgênico que cresce duas vezes mais rápido que o normal não traz riscos ambientais, segundo uma análise preliminar divulgada pelo FDA, o órgão dos Estados Unidos que fiscaliza a venda de remédios e alimentos.

O documento do órgão foi divulgado nesta semana, segundo veículos de imprensa dos EUA. Sua liberação foi considerada um "sinal verde" e mais um passo rumo à produção do salmão geneticamente modificado para consumo. Ler matéria completa