Cientistas divulgam avanço em vacina contra a malária

Os dados do estágio final do teste, divulgados nesta terça-feira (18) pelo laboratório GlaxoSmithKline, mostraram que a vacina protegia de forma adequada contra a malária, inclusive os casos graves, em bebês de 5 a 17 meses na África, onde a doença, transmitida por mosquitos, mata centenas de milhares de crianças por ano.

‘Esses dados nos deixam prestes a termos a primeira vacina mundial para a malária’, disse Andrew Witty, executivo-chefe do laboratório britânico que desenvolveu a vacina em conjunto com a ONG Path — Iniciativa da Vacina da Malária (MVI, na sigla em inglês). Ler matéria completa