Confiamos mais nos cães do que nas pessoas

0747Um estudo pioneiro  revela que 63% dos donos de animais de estimação revelam aos seus cães coisas que não confidenciam a mais ninguém.

“Normalmente, o que mais valorizamos numa pessoa é a fidelidade e a confidencialidade. São aspetos muito importantes. Isto é o que faz com que, de uma forma inconsciente, falemos de assuntos pessoais com os nossos cães, porque sabemos que gosta de nós, que nos é fiel e guarda segredo”, explicou ao jornal espanhol La Vanguadia Jaume Fatjó, diretor da Cátedra Fundación Affinity Animales y Salud do Departamento de Psiquiatria da Universidade Autónoma de Barcelona.

Este estudo demonstro que as mascotes são muito mais do que uma simples companhia. “O vínculo entre a pessoa e o animal chega a ser tão profundo que 8 em cada 10 inquiridos afirma que o cão é o motivo pelo qual se levanta todos os dias”, continuou o mesmo investigador.

O estudo reforça a ideia de que conviver com um cão ou um gato tem benefícios. A grande maioria dos inquiridos – mais de 75% – declarou que ocupar-se do cão é uma tarefa fácil.

Outro dado relevante é que os donos de cães vão menos 15% ao médico. No caso dos homens, os resultados obtidos são, no mínimo, surpreendentes, já que aqueles que têm uma mascote apresentam menos colesterol e a tensão arterial mais baixa. No caso das mulheres, esses benefícios verificam-se sobretudo a partir dos 40 anos.

“Uma explicação pode ser o fato de que as pessoas que têm cães passeiam mais, caminham mais, convivem mais… “, sustenta Jaume Fatjó. “Também está demonstrado que quando passamos a mão pelo pêlo do cão, a tensão arterial baixa, relaxamos”.

Fonte: http://www.jn.pt/blogs/osbichos/archive/2013/07/11/confiamos-mais-nos-c-227-es-do-que-nas-pessoas.aspx

Deixe uma resposta