Ácidos nucléicos

Constituintes:
Nucleotídeos: formados por três diferentes tipos de moléculas
– um açúcar (pentose) – desoxirribose no DNA e ribose no RNA
– um grupo fosfato
– uma base nitrogenada

Observação: A molécula sem o grupo fosfato é chamada nucleosídeo.

Pentoses:

Bases Nitrogenadas:
Compostos heterocíclicos de carbono e nitrogênio:
– Pirimidinas (bases pirimídicas): anel heterocíclico único (citosina (C) e timina (T) no DNA; citosina (C) e uracila (U) no RNA).
– Purinas (bases púricas): dois anéis heterocíclicos (guanina (G) e adenina (A), presentes tanto no DNA quanto no RNA).

Ligação Glicosídica:
– Ligação covalente estabelecida entre o carbono 1’ da pentose e o N1 das pirimidinas ou o N9 das purinas.
Pentose + base nitrogenada = nucleosídeo.

Ligação Fosfodiéster:
– Ligação covalente estabelecida entre o carbono 3’ de um nucleotídeo e o fosfato ligado ao carbono 5’ do nucleotídeo seguinte.
– Ácidos nucléicos ficam com polaridade determinada (em uma extremidade temos livre a hidroxila do carbono-5’ da primeira pentose e na outra, a hidroxila do carbono-3’ da última pentose).

DNA – Molécula:
– Consiste de duas cadeias (fitas) helicoidais polinucleotídicas, enroladas ao longo de um mesmo eixo, formando uma dupla hélice de sentido rotacional à
direita (dextrógera).
– Na dupla hélice as duas fitas de DNA são complementares (A = T e G = C) e apresentam polaridades opostas (antiparalelas)
– polaridade 5’–> 3’ em uma fita e 3’–> 5’ na outra.

– Grupo fosfato e desoxirribose (parte hidrofílica), localizados na parte externa
da molécula).
– Bases nitrogenadas (parte hidrofóbica), empilhadas dentro da dupla hélice,
com suas estruturas hidrofóbicas de anéis quase planos muito próximos e
perpendiculares ao eixo da hélice.

 

 

Deixe uma resposta